Artigos
Guia de beleza: 8 dicas para fazer as unhas em casa sozinha

Guia de beleza: 8 dicas para fazer as unhas em casa sozinha

Seja porque você não pode ir ao salão ou porque gosta de fazer você mesma os passos da rotina de beleza, saber fazer as unhas sozinha em casa é uma ótima habilidade para ser treinada e desenvolvida. E para te ajudar nessa tarefa, a CH conversou com duas especialistas no assunto, a manicure Leyde Queiroz, do salão Jacques Janine Villa Lobos, e a podóloga Marcia Gorete, do salão Jacques Janine Shopping Vila Olímpia, e reuniu dicas práticas para evitar machucados, ~acidentes~ e garantir um bom resultado na esmaltação. Confira!

Dicas para fazer as unhas em casa @thehangedit/Instagram

1. Monte um kit básico

Para fazer as unhas em casa, você precisará de um kit com itens básicos: lixa de unha, alicate de cutícula (de preferência de aço inox, para não enferrujar), espátula para empurrar a cutícula (também de aço inox, se possível) e palito para retirar o excesso de esmalte.

Atenção: é MUITO importante que os instrumentos do kit de manicure sejam individuais. Esses itens entram em contato com o material orgânico de cada usuário, como a pele e o sangue, e podem transmitir doenças de uma pessoa para a outra ao serem compartilhados.

2. Higienize o kit com frequência

Além de ter instrumentos só seus, é muito importante mantê-los limpos. Sempre depois de usar o alicate e a espátula, lave-os com água e sabão e seque-os com papel toalha. “Uma dica é utilizar uma escova pequena, que pode até ser uma escova de dente nova, para fazer a limpeza”, diz Marcia. A lixa e o palito de madeira devem ser descartados com frequência e, segundo a profissional, o ideal é substituí-los após cinco utilizações: “Esses itens acumulam resíduos orgânicos que podem desenvolver fungos e bactérias. Ao não limpá-los, podemos acabar contaminando a região ao tocar um pequeno corte, por exemplo, e até desenvolver uma infecção”.

Manter o nécessaire que guardará o kit limpo também é importante, afinal, não adianta higienizar os instrumentos e deixá-los em um local contaminado, não é mesmo?

3. Definindo tamanho e formato

Na hora de começar a colocar a mão na massa, o ideal é retirar com o removedor qualquer resquício de esmalte ou base das unhas e, em seguida, lixá-las para acertar as pontinhas e o tamanho que você deseja. “O importante é entender qual o estilo que a pessoa gostaria de ter. Para a unha quadrada, basta movimentar a lixa na posição reta. Se quiser um visual levemente arredondado, lixe sutilmente as laterais. Porém, se o formato redondo for o preferido, faça movimentos em formato de “V” com o instrumento”, explica Leyde.

As unhas dos pés podem precisar ser aparadas com um alicate dependendo do tamanho, e é preciso tomar muito cuidado nessa hora para não causar um ~acidente~ que pode levar a que uma delas encrave. “Corte de maneira reta e nunca entre nos cantos. Se precisar acertar as laterais, use uma lixa para não causar nenhum dano”, alerta Marcia.

4. Preparando para começar

Antes de tirar as cutículas, é preciso preparar o local para amolecer a pele e facilitar sua retirada. Para isso, você pode aplicar um creme específico ou posicionar um pouco de algodão umedecido sobre os dedos. “Como as unhas do pé são mais rígidas, uma dica é fazê-las depois do banho, pois a água – e até o sabonete usado – funcionam como emolientes e facilitam inclusive o momento de apará-las”, indica Marcia.

O banho pode ser um bom aliado na hora de fazer as unhas e Marcia ensina um outro truque que pode ser feito durante esse momento: “Existem pequenas escovinhas de formato retangular alongado que são vendidas na farmácia e que são próprias para higienizar as unhas. É importante mantê-las limpas, pois todo o resíduo do corpo acaba correndo para elas enquanto nos banhamos. Além de ter essa função, esse instrumento também ajuda a retirar o excesso de pele da região e pode ser uma alternativa ao uso da espátula e alicate para tirar a cutícula”.

Dicas para fazer as unhas em casa @manicuristanonymous/Instagram

5. Cuidados para retirar a cutícula

Trabalhar com o alicate na automanicure não é fácil, pois a habilidade com a ferramenta precisa de treino e destreza com ambas as mãos, o que nem sempre possuímos. Por isso, é importante prestar muita atenção neste momento para não cometer excessos e acabar se machucando. Retire apenas as peles soltas e que estão mais aparentes. Aposte na hidratação frequente da cutícula no dia a dia pois, quando bem nutridas, elas crescem em menor quantidade.

6. Partindo para a esmaltação

Após tudo isso, chega o momento de esmaltar as unhas. Antes de aplicar a cor escolhida, é importante usar uma base para garantir maior fixação do esmalte. Uma boa dica é aliar esse passo necessário a um cosmético que possua vitaminas e elementos fortalecedores, pois além de fazer com que a tonalidade dure mais tempo, o produto também cuidará das unhas.

Se bate a insegurança de borrar ou de deixar um acabamento estranho, uma dica é apostar em tonalidades claras, pois elas tendem a manchar menos e disfarçam mais qualquer falha na aplicação. “Em geral, usamos de duas a três camadas de esmalte. Na hora de esmaltar, não deixe o pincel muito carregado de produto, o ideal é retirar o excesso de um dos lados e usar apenas a quantidade que ficou no outro para pintá-las. Espalhe sobre a lâmina e não fique esfregando muito, o importante é cobrir o espaço todo, pois o acabamento virá nas camadas seguintes”, diz Leyde.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Enviar Mensagem para nossa equipe